Eu não vou voltar para você

Dia desses pensei em você e escrevi uma frase que dizia assim:

“Sabe… Eu estou cansado desses amores passageiros que muito prometem e nada cumprem… Cansei de tantas possibilidades impossíveis. Amor só vale a pena se for de verdade. Ilusão só ocupa tempo e detona coração. Tô fora.”

Eu decidi tirar um tempo para mim mesmo, o tempo necessário para qualquer um que tenha se cansado de tropeçar em amores desencontrados. Então não adianta me procurar… É isso mesmo, não adianta, porque a chama que brilhava aqui por você se apagou de vez, sem chances de reacender. E quer saber?! Estou feliz pra caralho por isso, pois tenho uma sensação de liberdade, sacou? Nunca eu me senti tão íntimo de mim como agora.

Fico besta com a sua coragem de olhar nos meus olhos e dizer com a maior cara deslavada: “Estou apaixonado por você”, quando na verdade está simplesmente curtindo um jogo de sedução. Quer apenas brincar de amar, não está afim de bancar a responsabilidade de viver um amor de verdade. E nessa brincadeirinha à toa, vai deixando um rastro de decepção pelo caminho.

E fico aqui me perguntando: Por quê?! Existem milhões de corações sinceros e abertos, espalhados pelo mundo. Por que eles não cruzaram o meu caminho? Tanto sofrimento seria evitado. Talvez eles andem distraídos demais com as belas (e falsas) palavras ditas por corações levianos. Amor é muito mais que um discurso, é atitude sincera…

Você achou que eu sofreria de saudades… Pensou que me conquistaria com sua instabilidade, achou que eu estava desesperado por uma migalha qualquer… Baby, você se enganou e agora não sabe mais o que fazer pra me ter de volta. Você é muito bom na arte de seduzir e dizer belas palavras, mas seu repertório pára por aí. Para manter alguém do seu lado é preciso muito mais que um lindo sorriso, é preciso muito mais que joguinhos e charmes de sedução. É preciso vontade, é preciso atitude, é preciso sentimento de verdade… E acho que talento pra isso, meu bem, você não tem.

Então não tente me ligar… Muito menos mandar mensagem… À você está reservado o meu silêncio indiferente e a minha brilhante alegria de viver uma vida longe da sua presença. E não se trata daquele tipo de alegria exibicionista, onde a pessoa sofre como uma condenada, mas forja felicidade só para afrontar quem lhe magoou… É uma alegria sem esforço, quieta e discreta, só minha, perfeita e desapegada… É a alegria de amar ser o que sou sem você.

Eu mereço a verdade de um sentimento. E o primeiro passo para essa conquista é começar a enxergar o meu verdadeiro valor. Não adianta sofrer por não ter a minha importância reconhecida. Não adianta chorar porque fui tratado como eu merecia… O que realmente importa é: Como é que eu me enxergo?! O que eu penso a meu respeito?! Encontrei essa resposta, e não quero me contentar com as migalhas que você me ofereceu. O respeito vem de dentro pra fora.

 

Pisciano, escritor, leitor e também uma metamorfose ambulante. Adora se perder em sentimentos escritos e nem sempre consegue se encontrar em suas próprias palavras. Personagens, narrador e escritor se fundem no que ele escreve. Conheça o blog: www.hugoribas.com.br

Comments

comments

Talvez você goste de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *