Tanta gente interessante por aí e você se privando de ser feliz

Toda vez que conheço alguém legal, eu faço de tudo para encontrar algum defeito naquela pessoa. É uma coisa que acontece involuntariamente. Eu estou curtindo conversar com a pessoa e de repente, começo a procurar defeitos ou motivos pra dar errado.

É muito louco isso. A gente diz que quer conhecer alguém legal e quando conhece fica procurando defeitos na pessoa, ou tentando encontrar motivos pra acreditar que aquela pessoa não é pra gente.

Eu nunca tinha percebido que fazia isso, até acontecer de novo. Porque dá um medo né? Dá um medo de se entregar e se magoar, um medo de apresentar para aquela pessoas todos nossos lados e ela simplesmente ir embora. Dá um medo danado de começar a sentir tanto a ponto de não termos mais controle dos sentimentos.

Muitas vezes já estamos envolvidos na situação mas ficamos em estado de negação:  “Não não gosto dele”, “A gente é muito diferente.”  O tempo todo mesmo que sem querer tentando nos convencer do que já aconteceu.

Besteira. A vida não para pra esperar a gente se decidir se deve ou não dar uma chance a algo novo. Ela simplesmente acontece, independente de nós, e muitas vezes leva com ela uma oportunidade incrível de sermos felizes.

Tudo por causa daquele blá blá blá de sempre de que estamos cansados de nos magoar.

Mas será que se fechar pra sempre é a solução? Será que ficar procurando desculpas e defeitos no outro vai nos trazer mais felicidade? Eu sou da teoria de que é melhor viver mesmo que nos arrependamos depois, que ficar na dúvida de sobre como teria sido se  não tivéssemos fugido. 

As vezes me bloqueio, e é até sem querer. A diferença é que quando percebo eu me abro, me permito.

E você aí? Quantas chances já perdeu de conhecer alguém bacana por medo de sofrer? Quantas oportunidades perdidas de fazer o que sempre quis por receio de não saber como seria?

A vida ta aí. Ela não para. O mundo continua girando e cabe a nós escrever nossa história. Cabe a nós viver o melhor possível, pra não sofrer depois com o temido “E se…” 

Não se prive de sentir! Comece a olhar a sua volta, tem tanta gente interessante por aí. Tanta vida, tantas cores.

Não anula sua felicidade só porque algumas coisas não deram certo. Essas coisas serviram pra te ensinar a ser a pessoa que você é hoje. Viver é um constante aprendizado. Se permita.

Psicóloga, sonhadora e tão intensa que criou a página “que me transborde” como refúgio. Escorpiana, ama jogar conversa fora e dar conselhos que nem sempre ela segue.

Comments

comments

Talvez você goste de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *