Quando você entrou na minha vida, eu sabia que era você

Será que nossos corações batem na mesma intensidade? Amor, você pode me ouvir daí?

Nos conhecemos a dois anos e desde que você entrou pelo ventrículo direito em meu coração, as cores tem mais vida, o vermelho nunca foi tão vermelho como é hoje e o verde se tornou minha cor favorita a partir do momento em que te enxerguei através desses olhos cor de trevo. Quando você entrou em minha vida eu mudei de lar e passei a habitar entre as linhas do seu abraço. Eu entendi que sentir não é ruim quando se ama a pessoa certa e que antes de você, não era amor era só paixão. Compreendi que amar alguém que também me ama é leve e não dói, a partir do momento em que nossas vidas se cruzaram, nos unimos em um laço e nos demos de presente.

Eu me lembro bem de como eu te achava esquisito com aquela camiseta G, mas foi só você chegar perto o suficiente pra eu respirar a tua essência e ver o quão lindo você é. Então não foi coincidência aquela nossa conversa sem sentido, em algum momento que eu não me lembro, porque o tempo se perde quando estou com você mas foi tempo suficiente pra você mudar toda minha vida. Obrigada por isso. Sabe amor, eu preciso te contar que eu não te queria no começo, eu era apaixonada por um outro alguém, que hoje, eu não consigo entender os motivos que me faziam gostar daquele cara, mas quando você chegou eu precisei de você, meu coração se encaixava perfeitamente com o teu, nosso abraço passou a ser o melhor lugar pra se morar.

Sabe, não foi preciso jantar a luz de velas, muito menos declarações, porque nossos olhares já diziam tudo, já era amor antes mesmo da gente entender isso. Eu não sei se nossos corações batem na mesma intensidade, mas eu sei que eles batem na medida certa para bombear amor por todo o meu corpo. Sei que eles batem forte o suficiente pra que todos ao nosso redor ouçam esse sentimento que grita enquanto outros se calam. Dessa vez eu sei, é amor. É você.

Quando nasceu, já era verso. 21 anos depois vem se fazendo poesia, se reescreve a cada dia. Ela se doa a cada linha que escreve. Apaixonada por paçoca e frapê de caramelo e por detalhes que a vida lhe proporciona. Cursa psicologia, sonha viver de literatura. Giovanna é poesia rabiscada e relida a cada dia.

Comments

comments

Talvez você goste de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *