Amar não é valorizar apenas quando sentir que está perdendo

O amor confunde.

Quando você finalmente acha que chegou numa fase onde nada será capaz de abalar sua relação, por alguma razão desconhecida algo acontece e faz você se questionar sobre tudo.

Estar no amor é também estar perdido.

Por incrível que pareça, a gente nunca está seguro o suficiente. E isso é louco, porque o objetivo do amor é causar sensações gostosas como borboletas no estômago e não transformar a sua cabeça numa interminável guerra de pensamentos.

Mas será que essas coisas têm mesmo relação com o amor?

A resposta é sim.

Pois o amor caminha lado a lado com o medo de perder.

A última coisa que um coração que ama quer lidar é a perda. A gente nunca vai estar pronto para despedidas. A gente nunca faz ideia se será forte o bastante para lutar contra a ausência do outro.

Enquanto existir amor, haverá também medo de perder e isso é completamente natural.

O grande desafio é não permitir que o medo se sobressaia sobre o amor, pois o amor deve sempre ser maior que tudo.

Talvez o segredo seja fazer valer a pena cada toque, cada beijo, cada momento ao lado da pessoa que amamos. Assim não sobrarão espaços para posteriores arrependimentos ou lamentações.

Amar não é valorizar apenas quando sentir que está perdendo, na verdade amar é conquistar, dia após dia e ainda mais quem você ama.

Paraibano, escreve nas redes sociais desde 2010 e é autor do livro “Talvez não seja tarde”. Jey encontra na escrita a sua válvula de escape e é na simplicidade das palavras que ele extravasa todo o seu sentimento.

Comments

comments

Talvez você goste de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *