Texto para quando eu me apaixonar de novo

Você se lembra de quando prometeu que nunca mais ia se apaixonar por alguém?! Pois é, no fundo eu já sabia que você não ia conseguir cumprir essa promessa. Esse é o tipo de coisa que a gente diz quando está muito machucado por dentro… E você se machucou demais, não foi?! Não estou aqui para passar a mão na sua cabeça e dizer que você foi uma grande vítima de pessoas rasas. Eu sei que eles não foram legais com você, isso é um fato, mas o problema disso tudo é que estava na cara que esses caras do passado não tinham nada a ver com você. Eles não tinham capacidade para te fazer bem. Eles não estavam no seu nível… Você sabia disso, mas se deixou levar, quis acreditar numa ilusão inventada pela sua cabeça.

Não estou dizendo que eles não tem culpa nenhuma, não é isso. Nós já sabemos que eles estavam afim de te detonar. Mas esse texto aqui foi escrito para você. Ele pode funcionar como um lembrete, um alerta. Ele pode até ser um tapinha na sua cara, um pedido para que você abra os olhos antes de se entregar novamente.

Neste exato momento você está apaixonado. Eu não sei quem é essa pessoa, mas antes que você mergulhe de cabeça nessa história, respire fundo e avalie muito bem a profundidade desse amor para não se afogar novamente. Não quero te ver sofrer de novo por alguém que não é digno de você. Quero que você se lembre de quem você é. Lembre-se de como é importante ter a consciência absoluta do seu valor.

Se você parar bem pra pensar e perceber que esse novo cara é só mais uma repetição do passado, eu te peço que abra mão dessa história que está só no começo. Não será questão de medo, mas sim de amor próprio. E por muitas vezes o amor próprio nos obriga a tomar atitudes doloridas. Abrir mão de alguém que a gente está começando a amar não é uma tarefa muito fácil, mas em casos como este é extremamente necessário.

E se pintar a dúvida, vou te contar um segredo: Isso que você sente por ele não é amor, tá?! É só uma vontade imensa de amar… É desejo por felicidade… É encantamento… É carência… Sei lá. Só sei que não é amor.

Você deve estar se perguntando como é que eu posso ter tanta certeza disso. A resposta é muito simples: Se fosse amor de verdade, essa pessoa não seria uma simples repetição de histórias e sofrimentos que você já viveu. Quando for de verdade, você não terá dúvidas. Quando for amor verdadeiro o roteiro será completamente diferente dos outros… Ele vai curar todas essas dores do passado sem que você perceba. Não haverá espaço para angústias.

Então não se precipite, ok?!

Não quero que você deixe de conhecer pessoas. Não quero que você se feche. Só quero que tome cuidado, pois sei que levou muito tempo para apagar a dor que você sentiu. Faça de conta que seu coração é uma joia valiosa e caríssima, não é qualquer um que tem cacife para ficar com ele. Sacou? Se não for assim, não perca o seu tempo.

Pisciano, escritor, leitor e também uma metamorfose ambulante. Adora se perder em sentimentos escritos e nem sempre consegue se encontrar em suas próprias palavras. Personagens, narrador e escritor se fundem no que ele escreve. Conheça o blog: www.hugoribas.com.br

Comments

comments

Talvez você goste de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *