Você me faz corajosa

Tem dias que acordo e parece que o pé esquerdo vai á frente quando levanto da cama, o cabelo não fica bom, nenhuma roupa me acomoda, o café está mais amargo que o normal, nada flui, eu desejo só voltar pra cama e pedir clemência ao universo. Ai você vem com toda sua doçura e calmaria e diz que tudo ficará bem, me ajuda a buscar na memória que já sobrevivi à dias como esse e a força necessária para sobreviver a mais esse, ainda mora em mim.

Você não me deixa desistir, me faz lembrar o porquê vale a pena seguir em frente. Quando insulto a mim mesma dizendo que não sou capaz e deveria mesmo parar pelo caminho, você me lembra dos dragões que já enfrentei para chegar até aqui, você me mostra que posso ficar em casa chorando pelo que tem dado errado, mas eu tenho força o suficiente para vestir o meu sorriso mais bonito e ir á luta. Às vezes desconfio que você guarde no bolso um bloquinho de notas com motivações para quando eu precisar e vai me entregando quando acenda sobre a minha cabeça um sinal de: ela precisa do seu colo.  

Eu tinha uma mania estranha de diminuir a amplitude do amor, eu costumava achar que quem me amasse e quisesse dividir a vida comigo, não faria muita coisa além de viver uns momentos legais comigo aos fins de semana. Para mim, a ideia de um amor que me manteria de pé quando eu penso em cair, era distante, absurda e inatingível.

Mas todas as vezes que eu tenho duvidas sobre mim, todas as vezes que eu me diminuo em secreto, quando digo baixinho que não vou conseguir, que deveria parar o quanto antes, você vem com sua capa de super herói e me faz acreditar no melhor que há em mim. Você sabe que não precisa me salvar de nenhum perigo, sabe que sou forte para me salvar sozinha, mas de alguma forma você me ajuda a voltar a enxergar o que por hora não vejo. Você traz a minha memória que eu tenho sou uma super heroína e o mundo não será salvo se eu ficar em casa chorando.

Seu amor não é lugar para onde eu corro apenas quando o mundo parece desabar, não, eu também corro para dividir as alegrias da vida, mas eu sou eternamente grata por saber que esse lugar existe, caso o mundo desabe abaixo dos pés e eu não enxergue nada além de poeira, você será o meu chão e me dará as mãos para me levar até um local seguro.

Tem uma frase numa série que gosto muito que diz: “Não entre em pequenos aviões que podem cair. Ou coloque sua mão em um buraco num corpo que contenha uma bomba. Ou ofereça sua vida para um cara com uma arma. Não faça isso! Não banque a heróina. Você é minha pessoa. Eu preciso que você viva. Você me faz corajosa”.

Obrigada por me dar essa dose extra de coragem quando a minha parece estar acabando, por me lembrar de quem eu sou quando esqueço. Obrigada por me ajudar a encontrar o caminho de casa quando estou perdida. Por me mostrar que o amor vai além de planejar viagens, passeios ou até um casamento, que amar alguém é torná-la corajosa para que ela saiba que tem a força necessária para enfrentar seja lá o que for. Obrigada por me tornar corajosa.

21 anos, garota do interior, puxa bem de leve o ‘R’ na hora de falar. Viciada em café recém passado, seriemaníaca de carteirinha, apaixonada pelo céu, pelo Sol, por cachorros e pelo Dan, é claro. E escreve também no “O mundo da Lari”.

Comments

comments

Talvez você goste de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *