Você se basta!

Nunca se tratou dele, sempre foi sobre você. Sobre o que você quer, o que você gosta, o que te deixa feliz ou confortável no meio de tudo isso. Sobre como você se sente sabendo que está se relacionando com alguém. Sabe qual é o maior erro de algumas pessoas? Se preocuparem tanto em fazer o outro feliz sem lembrar de ser feliz também.

Você foi a única que nunca percebeu que não se tratava dele. Não se trata se ele quer ou não sair com seus amigos esse final de semana e conhece-los melhor, passar um tempo com eles, porque se um dos envolvidos não está disposto a participar da vida do outro, não faz sentido algum existir uma relação. Não se trata se ele quer ou não que você use saia curta, porque o corpo é seu e a sua roupa não diz quem você é e nem descreve sua personalidade, é você quem está usando (e deve usar o que quiser!). Não se trata se ele quer ou não que você saia com suas amigas para a balada, já que ele faz isso todo final de semana com os amigos dele, não é?

Você não tem que seguir as ordens e preferências dele. Não tem que aceitar tudo o que ele impõe. Você é você com ou sem ele – e nesse caso, melhor sem ele – e quem dita suas regras é você. Em algum momento você vai precisar seguir em frente, desacelerar e seguir livre. Pessoas vem e vão, amores também, mas a única coisa que vai permanecer eterna na sua vida é o amor que sente por você, então, se ame mais.

O mundo não vai acabar porque resolveu deixa-lo. O mundo é imenso e você é maior que ele, menina. Você é muito mais do que imagina. Você tem que correr sem rumo e livre para poder conquistar o mundo e se conhecer melhor – afinal, são as experiências que te fazem alguém melhor.

Sempre foi sobre você. Você não precisa estar numa relação onde não é respeitada. Você é dona de si, não existe isso de alguém querer mandar em ti. Você precisa ter alguém ao seu lado que transborde amor em você, e não que te diga o que e como deve viver. Você é a única responsável por você, e se ele não quer entender, não é bom o suficiente para você.

Você já encontrou o seu mundo, e sabe disso.

Esteja com alguém que entenda que pessoas chegam para somar, e não para subtrair. Para dividir o que é, o que sabe, o que viveu, no que acredita e do que gosta, com você. Para multiplicar os números de sorrisos que você dará. Para te fazer enxergar que a vida sozinha é muito boa, mas pode ser melhor quando é dividida com alguém que se importa. Mas o mundo é gigante, menina. E nele, você vai encontrar muita gente, mas sempre será sobre você.

Quanto tempo você vai demorar para se tocar de que ele não é o seu mundo? O seu mundo é você! E você não precisa de outro alguém pra fazer ele girar. Você se basta! Não sinta medo de deixar ir embora alguém que não aceita que, para ficar, precisa entender que você é muito grande para viver em uma bolha de onde só pode sair quando ele deixar. Uma hora aparece alguém que siga o caminho da liberdade ao seu lado, mas, enquanto isso não acontece, não esquece: você se basta.

Libriana de 21 anos que mora na Bahia e transforma em palavras tudo o que sente. Quer me conhecer melhor? Vem ler meu blog: O que sinto em palavras.

Comments

comments

Talvez você goste de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *