Dia 1 de janeiro eu disse “agora vai” e, até agora, não foi ainda

Quem nunca disse que “dia primeiro de janeiro eu vou começar… e tudo vai mudar” e não começou, que atire a primeira pedra. Assim como as segundas-feiras, os dias primeiro são oficiais para começar coisas novas. É o que dizem, mas eu discordo.

Nunca é tarde demais para começar algo. Se hoje é dia 15 de setembro, uma sexta-feira, às 21:00 horas, e você disse “segunda eu começo” largue tudo e comece agora. Isso mesmo, nesse minuto. A vida passa rápido demais e quando você notar, já é dia 20 de outubro de 2018 e você não começou porque foi pulando de segunda em segunda e não chegou à lugar nenhum. Não precisa de um dia oficial de começos, precisa de vontade e pronto, tudo acontece. Tudo sempre acontece se você acredita e vai à luta pelo o que quer.

Dia 1 de janeiro eu disse “agora vai” e, até agora, não foi ainda. 

Não foi ainda porque quando chega segunda, eu digo: hoje eu vou começar. Eu deito, assisto TV, escrevo um texto, leio um livro, converso com alguns amigos, passo horas no celular, faço tudo menos começar o que propus. Não foi ainda porque quando chega o dia 1 de qualquer mês, eu faço o mesmo ritual de atividades, mas não começo o que eu disse que começaria no dia 1 de janeiro.

Eu passo um ano inteiro adiando os meus próprios planos. Eu passo o ano inteiro me auto-sabotandoE eu cansei de tanto me sabotar. Hoje, no final da semana mesmo, no final do ano, eu escolhi que vou começar. Porque nunca é tarde, toda hora é hora, e eu não posso mais viver adiando as coisas e jogando todos os meus planos porta à fora. Se for pra começar, pare de marcar a data no calendário, apenas comece. Não é amanhã, não é segunda, não é mês que vem, é AGORA.

Não importa qual seja sua meta; entrar na academia, começar a estudar, arrumar o quarto, entrar em um curso, começar uma dieta… você pode conquistar o mundo, basta querer. Mas, independente da escolha que fizer, não deixe pra depois, comece hoje. Amanhã é tarde demais pra quem já adiou demais.

Libriana de 21 anos que mora na Bahia e transforma tudo o que sente em palavras. Quer me conhecer melhor? Vem ler meu blog: O que sinto em palavras.

Comments

comments

Talvez você goste de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *