Quero domingos preguiçosos ao som de Jack Johnson

Hoje eu fiquei te olhando dormir. Desculpe por isso, mas é irresistível. Você estava deliciosamente nua. Completamente entregue aos encantos de Morfeu e sonhando o sono dos justos, de alguém que trabalhou a noite inteira. E que noite, menina.

Eu fiquei vidrado em cada curva desse corpo gostoso que você tem. É sério, tu é foda. E é foda boa, que deixa marcas nas costas, faz suar e acordar renovado, saca?

Enquanto você dormia, redesenhei com a ponta dos dedos cada traço da tua tatuagem. Já te falei que adoro ela? Pois é. Eu adoro. As rosas, os arabescos e como ela reflete você inteirinha. Adoro também as tuas reações aos meus toques suaves, que deslizam pelo teu quadril, sobem lentamente pelas tuas costelas e repousam em teus seios.

Bom dia e desculpa te acordar assim, menina. É que não tem como resistir mesmo. Tu abriu um olhinho, esse sorriso de canto de boca e eu entendi como um convite.

 

Menina, eu juro que tento te acompanhar nessa vibe fitness que cê tá, mas enquanto você tá aí misturando banana, leite e ovos pra sua panqueca low carb, eu tô cantarolando Banana Pancakes, do Jack Johnson e esquentando dois pedaços de pizza no micro-ondas. Ah, foda-se que são três da tarde. Os domingos têm um jeito particular de contar o tempo, então eu decidi que o nosso vai ser assim, juntinhos.

Hey, menina! Já te falei que te quero assim? Te quero bem, bem pertinho de mim. Então pega outra xícara daquele teu cappuccino e encosta teu corpo quente no meu. Enquanto o havaiano bonitão canta baixinho no teu spotify, pode até tirar um cochilo. Ah, tirei essa foto aqui de mais cedo. É que eu amo te ver dormindo…

 

Um aquariano na casa dos vinte, que brinca com as palavras e coloca os sentimentos na ponta dos dedos.

Comments

comments

Talvez você goste de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *