7 lições incríveis que aprendi sobre a vida aos 29

Eu sei, ninguém escreve textos sobre como é ter quase 30. Mas, eu sou a diferentona sim. E, antes mesmo de me tornar uma mulher balzaquiana, como dizem – estou até lendo “A mulher de trinta anos”, de Balzac para me preparar melhor –, eu resolvi listar sete lições maravilhosas que aprendi ao longo dessa caminhada. Se você é como eu e ama uma lista sobre dicas, ensinamentos e tudo o mais, vem comigo, porque acho que vai gostar do que escrevi!

Lição nº 1: Você não é, você está

Isso mesmo. Nós estamos sempre em constante mudança, constante evolução. A pessoa que você foi aos 15 definitivamente não é a pessoa que foi aos 23 e muito menos a que será daqui há cinco anos. Então, não tome como verdade universal absolutamente nada do que pensa nesse exato momento. Ao longo das minhas 29 primaveras, me deparei com várias versões de mim e, apesar de ainda possuir a mesma essência de quando era uma garotinha, hoje penso tão diferente sobre a vida que até me assusto. E isso é incrível! Mudar, desconstruir, reconstruir. Tudo isso faz parte do processo de crescimento. Não interrompa esse ciclo. Não crie uma versão de concreto do seu eu. Permita-se seguir em frente!

Lição nº 2: Sua intuição está certa, acredite!

É o seguinte, sabe o que aprendi também? Que 99% das vezes que você intui sobre algo, você está certo. Quem construiu nossa mente inseriu nela um mecanismo de “spam” de problemas genial chamado intuição, que nunca falha. A única coisa que falha é a nossa dificuldade de acreditar no que ele diz. Tenho certeza que já aconteceu de você acordar certa vez e achar que seria melhor não ir ao trabalho hoje porque sentiu que algo poderia acontecer de ruim. Comigo já! E eu fui trabalhar porque achei que fosse apenas bobagem da minha cabeça. Resumindo: Meu celular foi furtado no ônibus. Aquele bendito celular que estava pagando a segunda prestação ainda. Pois é. E as vezes em que você sentiu que aquele crush era furada e mesmo assim aceitou sair com ele? Não preciso nem dizer que, com certeza, você se arrependeu de ter feito uma mega escova no cabelo à toa, né? Confie no que fala sua intuição, ouça mais sua voz interior e evite cair em furadas! Obrigada, de nada.

Lição nº 3: Antes só do que mal acompanhado (a)

Sabe aquela velha frase “divirta-se com os errados até aparecer o certo” que quase todo mundo vai ouvir pelo menos uma vez na vida? Não caia nessa cilada, Bino! Aprendi, após alguns namoros e muitos rolos bem enrolados que o errado sempre vai ser errado. O que não é para ser seu sempre vai te trazer problemas e atrasar sua jornada. “Ah Quel, mas a gente aprende muito com os erros”. Sim! Mas não quer dizer que precisamos deixar que cada errinho lindo que beija bem passe pelo nosso caminho e permaneça, não é? Aprender com as experiências ruins é uma tática maravilhosa do universo para evitar que a nossa sucessão de pisadas na bola não sejam em vão. Mas, não sei você, eu prefiro aprender com os acertos. Lembra da lição n° 2 sobre confiar na intuição? Se você se ouvir, vai evitar metade da perda de tempo, estresse, bads sem fim que viriam junto aquele rolo bem doido que você insistiu em definir como amor. Vai por mim, antes só e super bem resolvido (a) do que mal acompanhado (a)!

Lição nº 4: Valorize suas amizades

Muitas pessoas vão passar por você ao longo da sua vida e nem todas vão ficar. Não há nenhum problema nisso, aliás. Você nem teria tempo de administrar tantas pessoas assim ao seu lado, né? Porém, algumas, talvez muito poucas, resistirão as suas mudanças e ao que você constantemente estará se tornando todo dia. Essas pessoas que, mesmo notando que você mudou, que tem também outras amizades agora, que não dispõe de tanto tempo para ir ao cinema ou bater papo num sábado à tarde, são as que você precisa valorizar mais que tudo no mundo. Elas viram você crescer, elas aguentaram ouvir seus áudios longos falando sobre a mais nova desilusão amorosa da vez, elas vibraram com suas conquistas mais loucas e choraram com as perdas que pareceram ser delas, de tão doídas que foram para ti. A amizade é um amor que jamais morre, mas você precisa regar de vez em quando. Seria muito injusto apenas ter ela por perto e não ser a luz do sol ou a chuva necessária para ela também. Não perca suas amizades por egoísmo, orgulho, suposições ou falta de tempo. Reconheça seus parceiros de jornada. Harry Potter não seria muita coisa sem a Granger e o Weasley por perto, não é? Não desista de quem jamais desistiria de você.

Lição nº 5: Pare de reclamar, isso é chato demais!

Não seja como o tiozão do táxi, que basta você entrar e sentar no banco de trás para constatar o quanto a sua cidade está suja, o quanto os políticos são corruptos e como é difícil aturar o trânsito das 18h. Não seja, pelo amor de Greys Anatomy, essa fucking pessoa! Reclamar não ajuda em absolutamente nada, é sério. Quando você fala mal sobre algo, acaba criando uma realidade ainda mais concreta baseada nesse algo. Isso é pura Física Quântica, mores! Somos energia e plasmamos nossa realidade. Substitua sua lenga-lenga de que a vida é difícil demais por gratidão. Agradeça antes mesmo de acontecer e você estará enviando uma mensagem ao universo de que quer que seus sonhos e desejos se realizem. Não custa tentar.

Lição nº 6: Aprenda a cozinhar

Minha mãe sempre cozinhou muito bem. Ainda mais depois que se formou em chef de cozinha internacional. Por isso, eu sempre queria que ela cozinhasse e eu cuidava de outras tarefas de casa. No final de 2016 vim morar com meu irmão, só eu e ele. Como ele trabalha e estuda fora e eu sou home officer, resolvi tentar aprender algumas coisas a mais na cozinha. Foi aí que preparei meu primeiro feijão. Com 28 anos! A partir de então, comecei a tomar gosto pela arte de temperar, fritar, cozinhar e assar. Enquanto cozinhava, fui aprendendo alguns importantes ensinamentos que passam por cuidar do outro (meu irmão se sentia acolhido e amado com as refeições e também preparava outras para mim), cuidar do corpo (afinal nem só de miojo se vive uma pessoa), aprender novas atividades (cozinhar tornou-se um hobby e acrescentou novas perspectivas que me ajudam no processo da criatividade, já que trabalho com escrita) e acreditar no nosso potencial (jamais imaginei que faria um feijão tão bom). Por isso, comece hoje a explorar seus dotes culinários! Consulte receitas online, revistas da vovó e ligue para seu tio que entende de massas. Cozinhar é uma delícia e uma forma de amar os outros e a si!

Lição nº 7: Tudo acontece conforme deve acontecer

Eu já tentei questionar muitas vezes o motivo de não ter dado certo com alguém, ou de não ter conseguido passar em uma seleção de emprego que tanto queria. Quem nunca achou que não fazia o menor sentido as coisas que estavam acontecendo, muitas delas aparentemente ruins? Eu sou a prova viva de que tudo acontece por um motivo. Cada escolha que fiz me trouxe até aqui e me ajudou a ser quem sou. Cada passo, queda, sim e não. Cada erro e acerto. E quando falo de erros, não quero me contradizer com a lição nº 2 de que é melhor aprender com os acertos. Apenas venho alertar que nem tudo que parece um erro é de fato um erro! Aquele relacionamento que terminou pode estar te levando a pensar mais sobre si e sobre seus sonhos. Aquele emprego que não rolou, talvez esteja trazendo a oportunidade de você criar seu próprio negócio, viver da sua arte, mudar de país! Confie no seu destino, trace seus planos e agradeça por tudo sempre. Nada é por acaso. A natureza é perfeita e fazemos parte dela. Nenhuma flor nasce ao acaso, nenhum animal caça outros por acaso, a chuva não cai por acaso naquela determinada região. Tudo tem sincronicidade e você faz parte desse todo. Essa, para mim, é a maior lição que poderia ter aprendido durante meus 29 anos. E eu espero, de coração, que você aprenda também.

 

Sou pernambucana, jornalista, geminiana, amo café e campo de girassóis. Escrevo desde pequena e sigo confiante no propósito de viver todos os dias a magia da inspiração e da criatividade em tudo que faço.

Comments

comments

Talvez você goste de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *