Não me pergunte sobre o meu status de relacionamento, pergunte se estou feliz.

    “Como assim, você já tem quase trinta anos e ainda está solteiro?”

Pois é. Mas e se eu te contasse que dá para ser feliz sem deixar que a sua felicidade dependa de outra pessoa? E se eu te mostrasse que estar solteiro não é sinônimo de ser uma pessoa solitária?

E se você descobrisse que, às vezes, quem tem alguém ao lado se sente mais sozinho do que nós, que vivemos em paz com a nossa própria companhia?

É difícil de acreditar, não é mesmo? Mas eu também preciso te contar o outro lado da história.

Quem é solteiro também ama, também sente, também chora. Talvez até mais do quem vive um relacionamento de muitos anos. O fato de lidarmos bem com a liberdade não quer dizer que somos suficientes. A gente também sente falta de ter alguém ao lado para compartilhar a alegria e dividir a tristeza. Mas, quer saber? A gente acaba encontrando alguém por aí, mesmo que não dure muito tempo, mesmo que seja um caso de uma semana ou nem isso. Só que, no final das contas, até mesmo essas relações momentâneas já são suficientes, sabe?

As pessoas têm que entender que muita gente está sozinha por opção e que nem todos sentem essa necessidade de ter alguém ao lado para ajudar a manter o coração aquecido.

Antes de aprender a amar alguém é preciso aprender a se amar, a rir dos próprios erros e a gostar da sua própria companhia. Pois só assim é possível entender que ter uma pessoa ao lado não é garantia de conseguir um final feliz, e que é possível sim encontrar a felicidade estando ao lado da pessoa mais importante da sua vida: você.

Se quiser saber quando eu irei começar a namorar ou me casar, talvez seja melhor me perguntar se estou feliz. E quem sabe, assim, você também encontre a sua felicidade sem precisar se preocupar com a vida alheia.

Sou mineiro, enrolado e extremamente sonhador. Por não caber mais em mim, criei a conta @ressacaimoral no Instagram. Sou distraído por natureza. Tropeço em mim mesmo mas nunca me acho. Priorizo os meus amigos, minha família e o meu litrão em cima da mesa. Sou muitos, mas gostaria de ser todos ao mesmo tempo. Enquanto isso, vou fingindo ser quem você pensa que eu sou.  

Comments

comments

Talvez você goste de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *