Parabéns, você deu conta do recado de perder uma grande mulher!

Aí está você, vasculhando as coisas dela na esperança de encontrar qualquer migalha, vestígio e até mesmo sinal de que ainda há um pouquinho de amor em seu coração.

Cara, como você deixou isso acontecer? Ela esteve ali mesmo quando você não mereceu, e mesmo assim você não foi capaz de cuidar de seu coração. Parabéns, você deu conta do recado de perder uma grande mulher!

Tão linda! Os olhos grandes, escuros e sorridentes (sim, seus olhos sorriem) lhe dão um ar de superioridade que nem mesmo a diretora de sua escolinha da infância mantinha. E seu cabelo caindo do coque e tapando seus ombros… Esbanja sensualidade sem nenhum esforço.

Mas não apenas seu físico… Há mais, há muito mais. É uma garota daquelas que começou a trabalhar cedo, e que com isso aprendeu a conquistar seu próprio dinheiro, comprar suas coisas e não depender de ninguém. Há muito tempo não sabe o que é pedir carona; dirige, e por sinal deixa muito macho no chinelo estrada à fora. Estuda, ajuda em casa, trabalha, gerencia projetos e ainda arruma tempo para cuidar de si e dos outros. Que mulher!

Como você não a percebeu, rapaz?

Como deixou passar despercebidos aqueles olhares apaixonados que ela lhe lançava na esperança de que você os retribuísse e caísse em si sobre o quanto ela era inteligente, divertida e diferente. Como pôde fingir que ela cantarolava “se não eu, quem vai fazer você feliz?” para outra pessoa que não fosse você?

Rapaz, conta pra mim, como você foi capaz de ler todas as frases por ela publicadas e mesmo assim se negar a entrega de um amor tão puro? Como conseguiu ter em seus braços os contornos daquele corpo, o cheiro de shampoo de flores vindo daquele cabelo, o calor que exalava de seus movimentos e mesmo assim dizer aos outros e a si mesmo que não, ela não era a dona de seu coração?

E quem foi que lhe ensinou a mentir tão mal? Enquanto sua boca se negava a afirmar o que escondia seu coração, seus olhos revelavam o excesso escondido sob o peito. E quando ela vinha bonita lhe cumprimentar, você, sem nenhuma discrição, sorria para ela e para o mundo, mostrando que sim, aquela era sua garota. Mas quando olhada por outros rapazes, trazia à sua alma o gosto amargo do ciúme, e lhe transformava o riso em uma linha reta e fina, quase sem expressão.

E agora você está aí, revirando suas coisas. Torcendo desesperadamente para encontrar qualquer traço de que aquela mulher forte e doce ainda guarda no coração um espaço especial para você. Pedindo aos céus para reverter a situação, mas cá entre nós: como podem os céus consertar aquilo que você deu conta de quebrar? “Meu coração é de cristal: belo, porém frágil”, dizia ela aos ventos, e lhe fazia rir. Que bom seria se você tivesse dado ouvidos às suas afirmações e as transformado em motivo para dar a ela o cuidado merecido.

Deixe de vasculhar; Facebook não é lugar para recomeços. Você a desmotivou na vida real, então, não será no virtual que irá reconstruir seu mundo. Também não a procure em suas antigas rodas de amigos; mesmo se estiver lá, ela não irá lhe dar atenção. Enquanto você esteve fora, outras pessoas lhe deram abrigo, e ela percebeu o quanto isso é bom.

Olhe-se no espelho; as respostas que agora você sabe que procura, estão diante de seus olhos. A mulher que você deu conta de afastar da sua vida é forte o suficiente para viver sozinha e também para perdoar. Aproveite que acaba de se dar conta do quanto ela é especial, e faça-a sentir assim. Não era necessário esperar a chegada do inverno para valorizar o sol do verão, mas já que esperou acontecer, busque para si a única coisa que lhe mantinha verdadeiramente aquecido.

Mas rapaz, caso ela já tenha ido, tenho de lhe falar: ela não voltará. Quem já caminhou longas distâncias sem sapatos, sabe exatamente como dançar na chuva, e como continuar firme em meio ao vento. Não serão poucas palavras que lhe farão retornar ao primeiro caminho. Não serão lágrimas que amolecerão seu coração; ela já chorou demais, por isso, soluços são apenas isso: soluços.

Parabéns rapaz! Seu ego, sua certeza de que ela lhe amaria para sempre e sua indisposição a retribuir o amor oferecido foram capazes de levar para longe quem só queria permanecer deitada em seu peito. Mas tudo bem, afinal, foi a sua escolha. Agora vá, decida qual será seu próximo passo, e o dê com o pé direito, sabendo que você é o único responsável pelos rumos que sua vida toma. Então caminhe, vá, e se encontrar com ela, não esqueça de que uma árvore, após ser cortada renasce árvore da mesma forma que antes, porém agora vem mais forte, com raízes mais profundas e casca mais grossa.

 

Ela é a menina que grita em silêncio, e desenha em palavras o uni-verso. A Deus tudo atribui e, dele, tudo recebe. Sempre flutuando em outros mundos, mas com os pés fixos neste aqui. Como canta Ana Carolina: “é que eu sou feita pro amor da cabeça aos pés, e não faço outra coisa se não me doar”.
Curta @Textandoemocoes

Comments

comments

Talvez você goste de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *