Carta para a atual do meu ex

Querida atual do meu ex,

Não sou uma sombra que te segue esperando a primeira oportunidade pra te assustar. Eu não estou atrás de você o tempo todo. Não te persigo, não procuro saber pra onde você vai e nem tento acompanhar cada passo seu. Você é o presente do meu passado, mas eu não faço parte de você e nem da sua vida. E o meu passado, já não é mais meu. Ficou lá atrás quando eu resolvi seguir em frente, e enquanto seguia, você acompanhou e, agora, é o seu presente.

No momento, a sua única preocupação é estar presente para não deixar passar e se tornar apenas uma lembrança à ser mencionada, como eu sou. Às vezes a gente comete erros tão pequenos e bobos, que não nos damos conta do quanto ele pode acabar se tornando algo maior depois. Você pode, aos poucos, estar acumulando esses erros enquanto fica achando que eu sou uma ameaça para você.

A escolha que você teve que fazer para dizer um sim ou um não, eu também tive. Nossa diferença é que a minha resposta foi oposta a sua, então, lembre-se disso e siga em frente. Não tente me responsabilizar pela insegurança que, por algum motivo, você sente. Ele não é uma má pessoa e, por algum motivo que apenas ele e o coração dele sabem, você foi a escolhida para acompanhá-lo nas novas histórias de vida que ele construiria quando a antiga acabou. A-c-a-b-o-u! Passou! Foi um ciclo que se criou, durou, mas terminou. E quando um ciclo acaba, logo em seguida, outro começa.

Você é o recomeço e tem um poder imensurável nas mãos. O poder de fazê-lo feliz, de ser o motivo dos sorrisos dele e de marcar um coração que te pertence agora. Não fique desperdiçando um tempo que deveria ser só de vocês, comigo.

Eu não sou o seu fantasma.
Eu não sou o perigo.
Eu não sou o mal.

Eu sou alguém que sabe o lugar onde deve ficar. Que sabe que amou um dia, e que o amor, hoje, se tornou apenas uma lembrança de como foi, porque já não sinto mais. Não é mais amor.

Eu não sou a ameaça; a ameaça é você.

Na mão esquerda, você tem a escolha de me esquecer e simplesmente viver cada instante que tiver com ele sem se preocupar e fazer durar o que já tem tudo para continuar. Na mão direita, você tem toda uma paranoia criada na sua cabeça e que só existe nela; você tem a sombra do passado dele que te assombra sozinha. É você quem sabe qual escolha fazer, e independente de qual for, as consequências só cabem a você.

Faça a sua escolha e viva a sua vida.
Eu já esqueci o meu passado.
Agora, por favor, me esquece.
Entre eu e ele, não existirá mais um “a gente”.
Os nós desataram.
E eu não olho pra trás;
meu caminho é em frente.

Atenciosamente,
o passado que já morreu.
16 de outubro de 2017

Libriana de 21 anos que mora na Bahia e transforma tudo o que sente em palavras. Quer me conhecer melhor? Vem ler meu blog: O que sinto em palavras.

Comments

comments

Talvez você goste de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *