Texto para quando eu pensar que a culpa é minha

hugo ribas a culpa

Hey! Eu não acredito que, mais uma vez, você está aí encolhido e deitado na cama, escondendo as lágrimas e morrendo de medo da solidão. Eu não acredito que, mais uma vez, você permitiu que alguém jogasse o fardo inteiro da culpa sobre você… Eu não acredito que você aceitou isso e preferiu se esconder do mundo… Se esconder até de você mesmo.

Sabe, vou te dizer uma coisa: Existe muita gente que não está preparada para admitir suas próprias falhas. É uma questão de orgulho ferido, entende?! Eles preferem jogar o lixo da culpa no colo de qualquer um… E depois pulam fora, deixando para trás um rastro de amargura e solidão.

Então quando alguém quiser te obrigar a achar que a culpa é só sua, absolutamente sua, inteiramente sua, procure pensar mil vezes antes de aceitar isso…

Pessoas sensatas sabem dialogar.

Pessoas maduras sabem assumir suas responsabilidades.

Pessoas que amam tentam encontrar o melhor caminho para fazer dar certo.

Acho que este é o momento de compreender que não vale a pena dar chances para quem não sabe conversar. Não vale a pena dar ouvidos para quem não sabe amar.

 

Quem não soube enxergar o que há por trás do teu riso, jamais será capaz de desvendar o universo inteiro de amor que existe dentro de você.

 

Talvez esta dor de “culpa exagerada” que plantaram em você, te sirva para crescer e amadurecer. Talvez ela te ajude a compreender que essa “culpa” é apenas mais uma ilusão… A culpa não é de NINGUÉM. Não existem culpados. Você simplesmente seguiu seu coração e fez suas escolhas. Algumas deram certo, outras nem tanto. Algumas pessoas concordaram, outras nem tanto. Alguns quiseram ficar, outros quiseram pular fora. Mas está tudo bem. Você tem uma vida inteira pela frente, mil aprendizados estão à sua espera. Talvez seja hora de olhar para trás com certo carinho e erguer a cabeça, bancar suas decisões com dignidade e seguir adiante, sem tanta auto-recriminação. Quem sabe você acabe sentindo uma certa saudade pelo caminho, por que não?! Pode ser que você sinta vontade de dar um pulo no passado e impedir que determinadas relações chegassem ao ponto em que chegaram. Será impossível. O que está feito, está feito.

Tudo bem, eu entendo que nem sempre a gente consegue ser tão racional assim. Mas acho que já está na hora de começar a tentar, concorda?! Imagine que a sua vida seja um livro e que está nas suas mãos a decisão de escrever capítulos mil vezes melhores a partir de agora, sem esse lance de “culpa”.

O protagonista é você… Os outros são apenas coadjuvantes. Alguns importantes… Outros nem tanto, principalmente aqueles que não tem maturidade o suficiente para te amar e te fazer feliz. Ok?!

Pisciano, escritor, leitor e também uma metamorfose ambulante. Adora se perder em sentimentos escritos e nem sempre consegue se encontrar em suas próprias palavras. Personagens, narrador e escritor se fundem no que ele escreve. Conheça o blog: www.hugoribas.com.br

Comments

comments

Talvez você goste de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *