Eu precisava do seu silêncio

Clique para ouvir Kiss me – Ed Sheeran enquanto lê o texto. ♥

Sempre fui alguém que não gosta de dar atenção aos conselhos externos, sempre senti que precisava me ouvir em primeiro lugar. Colocar meus sentimentos na mesa e trabalhar com calma em cada um deles. Não estou dizendo que não acredito nos conselhos e nem que descarto tudo que ouço, guardo com carinho todas as palavras que as pessoas próximas de mim me dizem e sempre que preciso encontro sabedoria nelas, acredito muito na eficácia dos conselhos, mas de alguma forma aprendi que preciso me ouvir antes de tudo e todos. Deixar o volume do mundo no mudo e ouvir o que o meu coração está querendo me dizer. E bom, por algum tempo fiquei impossibilitada de ouvir a minha voz interna, porque você estava por aqui e o barulho que fazia era tão alto, que era impossível dar ouvidos a qualquer outra voz além da sua.

Você fez uma bagunça imensa, e logo eu que sou toda organizada, não me vi preocupada em tentar arrumar o caos que você causou. É como se você tivesse me paralisado, apertado um botão em mim que me deixou sem ação, só contemplando o estrago que você não se importava em fazer.

Depois de toda aquela gritaria, você finalmente se calou. E preciso dizer como eu precisava desse seu silêncio. Eu precisava novamente poder me ouvir e perceber a bagunça gigante que eu permiti que alguém fizesse em minha vida em nome de um falso amor. O silêncio foi a minha chance de respirar e me ouvir de novo e a partir dele eu pude começar a procurar respostas ao meu redor sobre os meus sentimentos por você. Procurei nas músicas, nos textos, nas frases, nos astros, nos conselhos dos amigos, alguma resposta que pudesse me fazer entender que a sua partida, por mais dolorida que fosse, era necessária. Foi então que eu entendi que todas as repostas que procurava mundo afora, sempre estiveram aqui dentro do meu peito, mas o seu barulho era tão alto que eu não conseguia ouvi-las.

O seu silêncio permitiu que eu compreendesse que amar alguém que não quer ser amado, além de arriscado, é atestado de sofrimento. E quanto mais eu recuperava o fôlego para enfrentar os obstáculos que você criava, mais você construía muros entre nós e então eu me vi numa disputa sem fim por um amor que estava fadado ao fracasso.

Às vezes ficamos tanto tempo esperando por um “não” ou por um “sim” que não percebemos que o silêncio também diz muito e na maioria das vezes diz exatamente o que não queremos ouvir.

Não tento mais transformar o seu silêncio em palavras, porque descobri que eu precisava dele para me ouvir e perceber o quão doce é a minha voz e quão necessário é valorizar os nossos meus próprios sentimentos antes de valorizar qualquer amor por aí. Por isso, agradeço pelo seu silêncio, eu precisava dele para ouvir o meu amor próprio.

21 anos, garota do interior, puxa bem de leve o ‘R’ na hora de falar. Viciada em café recém passado, seriemaníaca de carteirinha, apaixonada pelo céu, pelo Sol, por cachorros e pelo Dan, é claro. E escreve também no “O mundo da Lari”.

Comments

comments

Talvez você goste de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *