hugo ribas nao vou mudar

Eu tenho a mente aberta, acredite.

Eu gosto de mudanças, pode ter certeza.

Mas acontece que eu já mudei demais pelos outros…  E nesse mundo existem pessoas que não valem à pena, sabe?!

Você já se encantou por pessoas que faziam você se sentir todo errado?! Ah isso aconteceu muito comigo, mas agora estou mais esperto. Não dou espaço para quem me põe pra baixo.

Ando sem tempo para viver essas relações tóxicas…

É bem verdade que, às vezes, a gente se encanta por esse tipo de gente… Encantamento não tem explicação, ele simplesmente acontece.

Mas eu tô esperto, não caio mais nessa.

Se eu tiver que mudar, vou fazer isso por mim mesmo, não por alguém… Por mais especial que este alguém seja, descobri que não posso ferir a minha essência.

E posso afirmar com certeza: Minha essência está extremamente ferida. Absolutamente corrompida. Eu cheguei no meu limite, eu acabei me perdendo de mim mesmo quando tentei me adequar aos moldes dos outros.

Tudo isso pra quê?! Por pessoas que não respeitavam meu jeito de ser. Pessoas que violentaram minha identidade e massacraram meu amor próprio.

Ouvi dizer que amar é aceitar os defeitos, inseguranças, medos e manias… Teimosias.

E olha, eu te garanto que tenho muitos defeitos. Estou me acostumando com isso. Estou aprendendo a lidar com todos eles. Não pense que é fácil.

Mudar é bom. Mudar faz bem, eu sei. Às vezes é extremamente necessário… Mas só faz bem mesmo quando acontece naturalmente, sem forçar a barra.

Por isso eu digo que agora eu não vou mudar. Estou muito bem assim, obrigado.

 

Estou descobrindo quem sou eu de verdade. Estou curando todas as feridas que doeram fundo na minha essência. Estou aprendendo o que é o respeito próprio, sabe?!

 

Existe em mim uma vontade imensa de viver, sorrir e ser feliz. Este sorriso aqui que você está vendo é o sorriso de quem sobreviveu às dores mais cruéis… Você nem pode imaginar!

Hoje eu sei que ninguém tem o direito de entrar na minha vida e, simplesmente, exigir que eu mude.

Quem quiser entrar, que entre. E se achar que deve ir embora, que vá. Eu não vou chorar, pode ter certeza.

Eu vou ficar bem, vou seguir em frente e feliz, à espera de alguém que se apaixone pelo que sou de verdade. Alguém que enxergue o que há por trás do meu riso e do meu olhar.

Alguém que seja capaz de sentir o ninguém mais soube sentir.

 

Pisciano, escritor, leitor e também uma metamorfose ambulante. Adora se perder em sentimentos escritos e nem sempre consegue se encontrar em suas próprias palavras. Personagens, narrador e escritor se fundem no que ele escreve. Conheça o blog: www.hugoribas.com.br

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *