COM A SUA ATITUDE DE MOLEQUE, VIREI UM MULHERÃO DA PORRA

Obrigada por não ter me ligado, por não ter atendido as minhas ligações. Obrigada por cada visualização dispensada e por ter me feito esperar por uma mensagem sua até as 03 A.M. Te agradeço por ter dito que saiu e esqueceu o celular em casa e por minhas amigas tê-lo visto com outra, enquanto me mantinha na sua fila de espera.

MUITO obrigada!

Agradeço a sua covardia de não ter coragem de terminar comigo face to face, e por ter me enrolado durante meses, do outro lado do estado, sem ter a decência de de colocar um ponto final em tudo. Não posso deixar de ser grata pelo susto que levei quando em uma noite você fazia planos comigo e no dia seguinte assumia um relacionamento nas redes sociais.

Obrigada por ter acreditado que eu era burra e por ter feito tantas coisas idiotas, pensando que eu não descobriria. Querido, em cada canto há olhos e ouvidos conhecidos. Obrigada pela sua ignorância de ter gritado e sido grosso comigopor ter me feito chorar por muito tempo e me fazer pensar que eu não valia a pena, quando o canalha era você.

Agradeço por você ter ido embora silenciosamente e me deixado sem respostas, deitada em uma cama vazia, com nada além de lágrimas e músicas tristes. Foi essa sua atitude de moleque que me transformou em uma mulher. Foi a partir do momento que você fez um buraco no meu coração que eu entendi que aquilo não era amor, era insanidade da minha parte e egoísmo da sua. Mas você não acha que 19 anos era nova demais pra você jogar seus joguinhos doentios?

Obrigada por partir e me deixar colando os pedaços do meu coração, preenchendo o vazio que a minha vida havia se tornado, com muito de mim. Obrigada por ter me feito cansar de você e por ter me feito jogar fora tudo o que você fez, para que eu pudesse me entender, me preencher, me pertencer, me amar, me descobrir. Obrigada por ter me feito, sozinha, encontrar o caminho de volta pra casa, o caminho pra mim mesma.

Hoje eu sei quem sou e isso eu não agradeço a você ou a sua covardia, eu agradeço a mim mesma por ter conseguido superar cada momento difícil de uma forma digna e por todas as vezes que você me afogou, ter conseguido emergir à superfície sozinha. E por quando você me deixou no escuro, eu ter encontrado a luz por mim mesma.

Obrigada por ter ido embora,
Por ter me deixado aprender a viver por mim,
Por me fazer descobrir que eu sou o suficiente em minha vida.

Gostou? Vem ler mais no Instagram
Mineira que vive no Rio, escreve em vários blogs lindos, ama Friends e Taylor Swift e, apesar de ser advogada, se encontra mesmo é na escrita. Ama café, pôr do sol no inverno, gatos e odeia pagar boletos. Dona e proprietária do Vigor Frágil

Comments

comments

Talvez você goste de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *