Cativar: aprender a amar!

Quantas vezes nosso coração é usado como barreira, como um escudo contra sentimentos que podem abalar ou fazer amar? Quantas vezes gritamos alto por ai que nada pode nos ferir, que a força vigora e que nada pode derrubar a muralha que existe entre a nossa razão e a emoção?

E sim, quantas vezes meu coração esteve certo sobre a ausência do seu poder de amar e de cativar, até ficar de frente com alguém que foi capaz de jogar todas essas palavras vazias no ar, provando-me que aqui dentro, por mais que eu tente esconder, é tudo feito de amor, que uma voz na alma fala e que o ser cativo, só depende de mim e de quem eu deixo cativar-me.

E depois de uma luta interna e diária que tanto me fez sofrer, eu te deixei entrar. Abri as portas do meu coração e me permiti cativar. Consegui olhar com mais amor para onde antes só havia medo e receio da dor. Aprendi a enxergar além do que o mundo é capaz de mostrar, mergulhando fundo em uma aventura que me provou o quanto fugir dos sentimentos é algo inútil, porque no fim eles acabam te tomando por completo e já pode (ou não), ser tarde para aceitar e conseguir finalmente, demonstrar.

Porque cativar é aprender a amar. É criar morada em um coração que bate fora do seu peito e passar a habitar outro abraço, sendo feliz por simplesmente existir alguém capaz de te fazer gritar para os quatro cantos o quanto é bom ser amado e cativado. É saber olhar e decifrar gestos. É carregar um pedacinho do outro e não se incomodar com o excesso de bagagem causado pelos mais diversos sentimentos. É conseguir se tornar o que jamais alguém se tornou. É ser único e fazer desse fato algo histórico. Entrar no coração de alguém sem intenção nenhuma, e depois simplesmente não querer mais sair, como se ali já fosse o seu lugar favorito no mundo inteiro.

E se tu me cativas, eu serei eternamente grata por ter me proporcionado as mais belas emoções, e por ter feito com que eu descobrisse uma forma mais bonita de viver e também de ver o meu próprio coração. Mas se eu te cativo, honrarei a oportunidade e levarei ao pé da letra o ato de ser responsável por todos os teus sentimentos referentes a mim, fazendo com que o cativar não se perca por ai novamente em meio ao medo de amar, dentro desse mar de ilusões que é fugir do que mais se quer sentir.

E para que eu não fuja de mim mesma… Cativa-me!!

Mais uma adolescente vagando pelo mundo com o desejo de tocar o coração de alguém com palavras simples, fortes e verdadeiras.
Apaixonada por café e leitura, sigo o meu caminho escrevendo minha própria história, ou a sua, ou a de qualquer pessoa que me faça sentir!

Comments

comments

Talvez você goste de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *