Namorar: verbo transitivo direto, que transita diretamente com o amor.

Tentei perguntar para o dicionário o que é namorar, ele me respondeu da seguinte forma: “empenhar-se em inspirar amor em alguém”. De certo ponto, é isso. Inspirar e respirar amor em alguém. Mas, namorar quebra as barreiras do significado regrado que o meu velho amigo Aurélio carrega.

Namorar é ter alguém que faça você procurar ser sua melhor versão todos os dias. Namorar é você ser apaixonado pela forma como a pessoa pronuncia seu nome. Namorar vai além de ter um status de “relacionamento sério”. Namorar é quando vocês possuem pertences imateriais que só fazem sentido para os dois. Namorar é o elo de duas cores. Namorar é aquele café do finzinho da tarde que tem gosto de amor.

Namorar é quando você pega um barco, vira peixe, atravessa um céu só para sentir a alma da pessoa de pertinho. É quando vocês criam, juntos, uma máquina de viajar dentro do tempo só para poder se encontrar em um lugar que vocês podem chamar de “nosso”. É quando não se hesitam em dizer o que sentem, mostram os sonhos, anseios e medos. É oferecer um caderno para que escrevam juntos. É oferecer aquela comida que você salvou a receita e não cozinhou. É oferecer uma toalha, aquela que tem escrito seu nome, para que o outro possa se enxugar depois da boa enxurrada que ele levou quando viu que o amor passou a transitar dentro dele.

Namorar é quando você nota que amor grande precisa ser vivido em cada momento do dia, mesmo que o instante seja breve. É quando aquele refrão do Rubel faz sentido “eu quero partilhar a vida boa com você” e você enxerga que cada um dos seus planos para o futuro aquela pessoa está incluída. Namorar é quando, mesmo cansado, você quer contar todo o seu dia, e escutar, detalhadamente, tudo que o outro fez durante a semana.

Namorar é viver no outro. Namorar é fazer um lar para que o outro possa morar. Namorar é ser ninho. Namorar é quando você tem cuidado com cada móvel da casa repleta de afeto que construíram juntos. Namorar é quando você fecha os olhos e é capaz de sentir o toque do outro. É quando você planeja qual a próxima roupa vai usar só para sentir o amor brilhar dentro dos olhos daquela pessoa. Namorar é quando o silêncio se estende por alguns minutos e você fala qualquer bobagem só para escutar o som do riso daquele que te faz entender o real significado da palavra namorar. Namorar é quando você mostra todas as suas versões e outro não se assusta. Namorar é quando vocês fazem uma playlist com as músicas que lembram o abraço que suas almas deram ao se conhecer.

Namorar só acontece quando se verbaliza diretamente o amor e todas suas ramificações de sentimentos. Por isso, sente-se, pegue uma xícara de café, tenha um par, espere um pouco (a mágica acontecerá rapidamente). Só assim o amor terá gosto de café, e o café gosto de namorar.

Ela tem o riso frouxo. Apaixonada pela delicadeza das coisas simples, por livros, pela a arte, flores, pizza e café com leite. Encontrou na escrita a melhor forma de expressar sua sensibilidade. Descobriu que a beleza não mora nos espelhos, da mesma forma como a arte não mora nas molduras. Ama pessoas que gostam de conversar e procura sempre a poesia que vive dentro de cada ser.

Comments

comments

Talvez você goste de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *