Uma hora temos que seguir em frente. Aparar a aresta do coração que ficou machucado. Polir o sorriso para que ele brilhe mais. E viajar para novos destinos. Aproveitar novos amores. Sentir o gosto doce de outras bocas. Dançar ao som de outros ritmos. Sentir-se bem. Ficar a vontade na solidão da leitura de um livro. E até fazendo ou recebendo um cafuné enquanto a novela passa.

Uma hora, seguir em frente é necessário. É quase que uma necessidade de sobrevivência. O nosso organismo pede isso. Fica protestando contra a dor que nem sentimos mais, sabe? Seguir faz parte do nosso instinto. É quando a gente não consegue mais chorar e a gente se esforça até pra sentir saudade do que passou. Quando conseguimos voltar a lugares. Quando começamos a enxergar o futuro, sem o passado.

Não é pecado seguir em frente. E nem existe tempo exato pra isso. Você pode encontrar o amor da sua vida um mês após ter terminado com quem você acreditava ser o amor da sua vida. É complicado julgar, porque os que julgam, geralmente, estão paralisados com medo de viver. Não conseguem tentar nada. E quem não vive não é capaz de opinar a experiência de quem se joga. De quem aproveita e vai.

Por isso, não deixe de ir. Vá quando o seu coração tiver preparado e a sua alma tiver segurança pra voar. Vá com a intenção de ficar, não de arriscar. Vai, porque o mundo abre os braços pra quem sabe abraçar as oportunidades com força e coragem.

Siga em frente, mesmo. Não vire só a página. Escreva outra história, começando do zero. Troca a cor da caneta, a ordem dos capítulos, muda a letra. Organiza tudo de novo. Não faça jogos pra recomeçar. Apenas recomece.

Não tem mistério pra ser feliz nessa vida. Basta acreditar que você pode ser feliz. E que a felicidade é direta, é objetiva e muito simples.

Baiano cá do recôncavo. Vizinho de Edson Gomes, Sine Calmon, fã de Dona Canô e dos filhos que ela deixou no mundo. Aspirante a jornalista e sonhador de um mundo melhor. Tem axé correndo no sangue e, entre acarajé e sushi… Ele fica com os dois.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *