02 hugo ribas cansei de esperar

Cansei de esperar por alguém que me faça esquecer os antigos amores… Abri mão de ficar me iludindo, pensando que alguém vai curar minhas dores e vai me tirar do fundo do poço. Ninguém vai fazer luz no meu caminho. Cansei de acreditar em finais felizes. Eles não existem. Romances perfeitos, contos de fadas, relacionamentos dos sonhos… Pura ilusão.

Cansei de esperar que as pessoas me entendam. A verdade é que ninguém está muito interessado em saber se estou bem ou se existem lágrimas escondidas aqui comigo. Eu grito por dentro… Ninguém quer escutar. Às vezes eles até notam uma certa tristeza no meu olhar, uma vontade de confessar meus medos e escancarar minhas inseguranças, mas ninguém tem muito tempo para as dores alheias. Talvez eles também não tenham coragem de expor seus sofrimentos… Dores ocultas, covardias e indiferenças, egoísmos…

Cansei de esperar pela reciprocidade. As pessoas oferecem o que podem/querem oferecer. E não há nada que eu possa fazer para mudar isso. É inútil tentar entrar na cabeça delas e fazê-las mudar. Eu mal consigo mudar a mim mesmo. Tenho tantos defeitos, tantas incompreensões, tantas dores… Tenho tantas coisas que gostaria de arrancar de mim, mas não consigo. Talvez seja hora de ser grato por tudo o que me oferecem, sem excesso de exigências. E caso alguém comece a me fazer infeliz, eu simplesmente me afastarei. Não se trata de “excluir” pessoas, mas de perceber que muitas delas não querem ser acolhidas. Sigo o meu caminho e permito que elas sigam as trajetórias que escolheram para si. Não perco meu tempo tentando impor mudanças aos outros… Cada um tem o direito de ser como é e de viver como bem entende. Se estou incomodado, eu me mudo: Eu decido quem eu quero e quem eu NÃO quero na minha vida.

Cansei de esperar por dias melhores. Eu faço da lágrima uma chance de curar as feridas que me machucam. Decidi que vou cuidar de mim. Não dá para ficar imaginando que o “amanhã” será melhor… Já chega de viver fases e fases de dias ruins. Cansei de fugir das dores. Se elas estão aqui presentes em minha vida, é porque precisam me ensinar algo de muito valioso. Talvez seja o momento de ter sabedoria e amadurecer. Vida não é sonho. Vida não é romance, nem livro. Vida não é filme, nem final feliz. Vida é amadurecimento. Fortalecimento. Faço do sofrimento um motivo a mais para me tornar forte… Capaz de enfrentar qualquer dificuldade e ultrapassar obstáculos imensos.

Enfim… Eu cansei de esperar que “um dia” serei feliz.

O agora é tudo o que tenho para fazer as mudanças que quero na minha vida. Ninguém será capaz de me salvar. Ninguém poderá me curar.

Eu preciso me olhar no espelho e começar a me amar. Gostar de ser quem eu sou. Aprender a olhar para trás e enxergar que sobrevivi às piores tempestades. 

Existe força dentro de mim.

Para quê esperar da vida, dos outros, do mundo?! Isso é inútil. Ilusão.

Eu mesmo cuido da minha felicidade. E estou muito bem assim, obrigado.

Pisciano, escritor, leitor e também uma metamorfose ambulante. Adora se perder em sentimentos escritos e nem sempre consegue se encontrar em suas próprias palavras. Personagens, narrador e escritor se fundem no que ele escreve. Conheça o blog: www.hugoribas.com.br

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *