A noite ia ser perfeita. A produção estava a mil e meu coração pulava ao ritmo da música que eu já imaginava dançar na pista. Minha mente criou um cenário ideal para a minha noite brilhar feito cristal. Bom, meus olhos brilharam e não foi de alegria, assim que te vi…

Entre um mar de mãos dançantes e felizes, aos poucos te avistei e o coração pulou. É estranho pensar, mas sempre que te vejo a sensação é a mesma. Parece que somos dois estranhos e cada palavra que sai da minha boa soa perigosa, mas desta vez o meu único perigo foi ter então, olhado para ti. Vi ao longe uma mão estranha envolvendo o teu pescoço e por um milésimo de segundo implorei para estar enganada, mas não. A cena era comum aos olhos do resto da festa, pois estavam todos na mesma situação, mas para mim foi cruel, foi forte. Os meus olhos não desgrudavam de ti e eu já nem ouvia direito a música que o dj tocava. Eu dançava para disfarçar, mas meu olhar perdido entre as luzes deixavam claro que a noite não podia estar pior.

 

Passou um tempo, o ritmo mudou e a galera estava frenética. Não te avistei mais e por incrível que pareça, fiquei triste com isso. Estava doendo te ver com outra, mas pior ainda é não saber onde estavas.

 

Por que eu fiquei assim? No fundo, bem lá no fundo eu sabia que uma hora isso ia acontecer. Gostar escondido às vezes acaba nessas coisas e no caso acabou comigo. Nós nunca tivemos nada e eu jamais te julgarei, pois a única errada de toda essa história é aquela pessoa que insiste em acreditar em algo que nunca existiu e não passa de uma história fictícia da alma, e acho que nem preciso te falar quem é essa pessoa…

Sabe, por muito tempo fiquei imaginando se nada teria dado certo por simplesmente ainda não ser o nosso tempo, ingênua! Não vou dizer que não estou destruída por dentro, mas sinceramente acho que eu precisava disso. Era essa a cena que faltava para a minha novela imaginária acabar. Espero que com esse desfecho não muito feliz, eu consiga abrir meu coração para novos personagens, um novo núcleo e até quem sabe um novo protagonista para os meus contos de amor. Só desejo que ele seja um pouco mais verdadeiro que você, pois como disse antes, nunca fizeste questão de existir em mim, e embora seja muito presente, vou fazer de tudo para que em uma nova história, tu não passes de uma figuração qualquer.

 

Mais uma adolescente vagando pelo mundo com o desejo de tocar o coração de alguém com palavras simples, fortes e verdadeiras.
Apaixonada por café e leitura, sigo o meu caminho escrevendo minha própria história, ou a sua, ou a de qualquer pessoa que me faça sentir!

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *