Não brinques com os sentimentos dos outros

Parece que as molduras ainda nos fazem reféns de algumas boas fotografias que não tiramos. Nossa fragilidade é tanta que acaba por cegar o verdadeiro ímpeto que habita nossos gélidos corações profissionais, os quentes amadores de outrora. Já conformados com a imperatividade das regras que não lhes cabem e foram impostas mesmo assim. Torturamos e somos […]

Continue Reading